SEGURO VIAGEM: CUIDADOS ANTES DE CONTRATAR

Seguro Assistencia Documento

Se você pretende viajar e considera adquirir um seguro de viagem existem alguns cuidados que você deve ter. Até por conta da concorrência no mercado de seguros as empresas se diferenciam oferecendo serviços parecidos com com características diferentes. Itens comuns como a forma de pagamento ou a cobertura do seguro são sempre considerados na hora de escolher as empresas, mas as dicas abaixo tem o objetivo de te fazer ir direto ao ponto e já eliminar as piores empresas:

Letras pequenas primeiro
Além de economizar dinheiro esta dica te ajuda a economizar tempo. Antes de ler todas as vantagens que o seguro oferece vá para o rodapé da página ou simulação do seguro e leia todos os asteriscos (*) e observações (¹²³). Digo isso pois infelizmente é comum você achar seguros baratos ou cheios de coberturas e no final ler “*Exceto em caso…”. E tudo que você não quer é descobrir que o seguro não cobre uma situação na qual você já se encontra.

É Seguro ou Assistência de viagem?
Demorei para entender que havia diferença entre estes itens, pois grande parte das seguradoras oferecem ambos no mesmo “pacote”. A principal diferença é que no seguro de viagem você será o responsável por pagar todas as despesas geradas durante a viagem e depois solicitar o reembolso do valor pago conforme a cobertura contratada e mediante a apresentação dos recibos, laudos e relatórios que comprovem o atendimento. Já na assistência você não precisa se preocupar, uma vez que é a própria empresa a responsável pelos pagamentos. O lado ruim disso é que você pode depender da liberação da assistência para fazer algum procedimento médico ou então ficar restrito a ser atendido em lugares que a própria assistência indicar. Além disso fique atento pois cada empresa pode ter um jeito de classificação diferente e nem sempre corresponder a um “seguro” de fato, um bom exemplo é a assistência de viagem que alguns cartões de crédito oferecem, muitas vezes trata-se apenas de um serviço meramente informativo sem cobertura alguma de gastos.

Suporte 24 horas
Se a seguradora não oferece um atendimento 24 horas não deve nem ser considerada como uma opção, pois ninguém escolhe a hora para sofrer um acidente e se isso acontece o ideal é que a pessoa possa avisar de prontidão. Desta forma vai evitar gastos como translado até o hospital e medicamentos, além de que em alguns casos o hospital depende da autorização da seguradora para proceder com gastos em procedimentos médicos (como uma cirurgia).

Telefone internacional
Outro ponto crucial é a seguradora ter um telefone internacional, principalmente se o seu destino é um lugar remoto. Quando morei em uma ilha na Tailândia chamada Koh Lanta um brasileiro me relatou um acidente de moto que sofreu, foi encaminhado ao hospital mas ao chegar lá não conseguia ligar para empresa de seguros que não tinha um número internacional e sem dinheiro para pagar a cirurgia o pequeno hospital se negou a efetuá-la. No final das contas, mesmo com fraturas, precisou procurar uma pequena clínica na ilha que fez o procedimento com pagamento via cartão de crédito. Lamentavelmente, neste caso além do prejuízo com conversão de câmbio ele ainda gastou o limite do cartão que usaria para outras finalidades e precisou antecipar o fim da viagem. 🙁

O que falam sobre
O poder do review ainda é muito subestimado, mas você vai ler em vários posts deste site a minha recomendação para você sempre investigar o que as pessoas falam sobre determinado produto ou serviço que você vai contratar.  Analisar experiências anteriores vão te ajudar muito a prevenir erros, principalmente porque quando alguém se dispõe a avaliar algo é porque ou gostou muito ou odiou. É claro que não existem empresas perfeitas, pois empresas são compostas por pessoas, que erram. Mas aposte naquelas que erram menos, que tem processos mais bem definidos, que são especialistas naquilo que fazem e a melhor maneira de descobrir quais são essas empresas é investigando. Veja o que falam sobre elas nas redes sociais, em sites de comparação de preço, blogs (como este), sites de reputação, site da própria empresa e na dúvida pergunte para amigos. Se ainda não está convencido, não compre.

Tendo estes cuidados a sua chance de cair em uma furada na contratação do seguro já vai diminuir bastante, mesmo assim para decidir se vale a pena adquirir um seguro você pode ver neste post que falamos mais sobre isto.