PORQUE DESPACHAR AS MALAS NÃO VALE A PENA

malas envelopadas

Assim que tomamos a decisão de viajar, uma das primeiras frases que nos vem a cabeça é  “preciso fazer minhas malas”. Ou seja, bagagem é desde o início uma preocupação e acredite seguirá sendo uma preocupação até o fim. E é por isso que separei alguns motivos para te convencer que menos é mais:

  1. Menos bagagem, mais fácil organizar

    Parece óbvio, mas muitas vezes não paramos para pensar que levar muitos itens para a viagem mais atrapalha do que ajuda. Começando por fazer as malas, as pessoas mais planejadas fazem um check-list para não esquecer nada e alguns dias antes começam a organizar tudo, mas a verdade é que na maioria das vezes as malas vão ficar prontas somente na vespera da viagem e ai começam os problemas. A pessoa colocou tanta coisa que a mala não fecha, e então começa a redistribuir tudo nas malas. Quando consegue, percebe que uma das malas ultrapassou o limite de peso e então resolve tirar algumas coisas. Quando vai fechar a mala lembra que precisa de um cadeado e não comprou. Compra, tranca a mala, e então lembra que é melhor deixar algum dinheiro escondido na mala. Abre de novo, procura um bolsinho lá no fundo guarda e resolvido! Malas prontas, e pessoa atrasada para o voo. Sem contar que depois de tudo isso pode ter certeza que alguma coisa ficou para trás e claro quando essa pessoa chegar no destino e abrir a mala vai estar tudo revirado, vai perder tempo procurando os itens, tempo que deveria ser usado para aproveitar a viagem.

    mala cheia
    Aquela mala que não fecha
  2. Menos bagagem, mais dentro da “moda”

    Este é um erro clássico, a pessoa quando vai viajar separa aquela roupa favorita que ela mais gosta (aquele look que todo mundo elogia) e leva. Mas quando chega no destino a roupa fica lá guardada na mala esperando a oportunidade de ser usada, que nunca acontece. A principal razão para isto é que normalmente procuramos viajar para lugares diferentes de onde vivemos, ou seja, se você mora em uma cidade fria vai provavelmente procurar uma praia com clima quente e muito sol. E aquela calça jeans favorita que fez peso na mala será inútil. A mesma coisa vale se você sair do calor para passar férias em um lugar frio, eu por exemplo quando fui morar na Nova Zelândia levei várias blusas do Brasil que descobri lá serem completamente inúteis, uma vez que não cortavam o vento e nem tinham proteção contra humidade, e em um lugar com neve não serviram para nada. Além disso as tendências de moda variam muito de região para região, portanto se você não quer receber o selo de cafona, aposte em roupas discretas. Aquela sua roupa de banho curta que na praia do Brasil é admirada, em alguns lugares do mundo pode ser considerada ofensiva.

    Casal na Nova Zelandia
    Jean e Mari na neve da Nova Zelândia
  3. Menos bagagem, mais segurança (bem mais)

    Você tem noção à quantos riscos você fica exposto ao decidir despachar bagagem? Primeiro, é cada vez mais comum o extravio de malas e a perda de itens importântes. Outro ponto é que você deve ter atenção constante as malas enquanto estiver no aeroporto, nada de encostar a mala em algum lugar para ir ao banheiro, além do risco de ser roubado alguém pode decidir colocar algo ilícito e te usar como ponte para cometer um crime. Ah! Não se iluda. Sua mala não é um cofre e seu cadeado está mais para um item decorativo, pois se você tiver a péssima sorte de sua mala cair nas mãos de um funcionário mal intencionado (do hotel ou aeroporto) ele pode facilmente abrir o ziper com uma caneta sem sinal nenhum de violação, e você terá uma baita dor de cabeça para provar que tinha o item lá dentro. E finalmente, em alguns destinos internacionais (Ex. Estados Unidos) é necessário que você coloque um cadeado especial chamado TSA. Este cadeado permite que os agentes de fronteira abram a mala para verificar o que tem dentro se eles julgarem necessário. E claro, se  você colocou um item na mala que não é permitido despachar, por exemplo um Notebook, fica a critério deles te devolverem ou confiscarem.

    cadeado tsa
    Cadeado TSA
  4. Menos bagagem, mais barato

    Se eu ainda não te convenci a não despachar mais as bagagens, este item vai me ajudar. Quando você decide despachar uma mala o preço da sua passagem aérea pode até dobrar! Isso porque hoje em dia algumas companhias aéreas oferecem passagens a um preço muito menor, mas sem direito a bagagem despachada, a ideia por trás disso é mostrar o menor custo possível nos comparadores de preço. Então quando você decide comprar, percebe que vai precisar comprar cada mala despachada separadamente. E se comprar e exceder o peso terá que pagar por essa diferença antes de embarcar. Fora os custos do avião, é preciso lembrar que muitas malas vão dificultar e encarecer também o seu transporte no destino, afinal você vai precisar alugar um carro maior, ou pagar um taxi maior, ou por uma passagem de onibus com bagagem extra, enfim, é uma bola de neve de gastos só para levar seu armário com você.

    Passagem Transavia
    Passagem Transavia (Europa)
  5. Menos bagagem, mais conforto e agilidade

    Tenho certeza que, assim como eu você não gosta de ficar arrastando aquele monte de mala da casa pro carro, do carro pro aeroporto, do aeroporto pro taxi, do taxi pro hotel, e etc. Se está viajando em família esse inconveniente é multiplicado pelos integrantes. Então, pense agora que essas malas não existem e que você só utiliza a bagagem de mão, duas coisas maravilhosas vão acontecer:  Primeira, você não vai precisar chegar tão antes no aeroporto para fazer o check-in porque não irá despachar malas. Segunda, na hora do desembarque não será necessário ficar esperando sua mala chegar na esteira (correndo o risco dela nunca chegar) e poderá ir direto para o destino, ganhando tempo para aproveitar sua viagem.

    Jean e sua inseparável mala de mão

Então a solução é viajar leve! Em todas as minhas viagens nunca me arrependi de ter deixado de levar algo, mas já me arrependi de ter levado coisa demais.

Por isso sempre que possível viaje somente com a bagagem de mão. Sim, isso mesmo, somente bagagem de mão e acredite isso é MUITO possível. No começo não é fácil se adequar aos 10kg que a maioria das companhias aéreas te dá direito a carregar, mas depois que você acostuma, se torna libertador. Com uma mala compacta você saberá sempre onde está cada item e o que você está levando. Vai ter a liberdade de comprar itens triviais no seu destino e se expor ainda mais a cultura local. Não vai ficar constantemente preocupado com suas bagagens já que ela é única e estará sempre próxima ao corpo.  E claro, vai economizar MUITO em em sua viagem.

Gostou da idéia de viajar leve, então se inscreva na nossa lista de email no fim dessa página para receber dicas de como viajar apenas com uma mala de mão.

Mas me conta, te convenci a viajar leve em sua próxima aventura? Já tentou viajar só com uma mochila nas costas? Me conta ai nos comentários. 🙂